Os primeiros três de uma série de seis estudos sobre a pobreza e bem estar em Nampula, cidade de Maputo e Sofala revelaram que há desenvolvimentos positivos em termos de contexto macro-económico e nos sectores sociais da educação e saúde. Todavia, a contínua escassez de emprego e rendimento nas áreas rurais e urbanas torna difícil transformar estes avanços em verdadeira redução da pobreza. Há também sinais preocupantes de processos locais de marginalização e exclusão social, no seguimento da crescente coisificação das relações sociais. Para atingir os objectivos do PARPA, terão de ser feitos esforços específicos pelo governo e doadores para chegarem até aos mais pobres.

See also: