Este sumário descritivo examina o estado do corredor de transporte que inicia no porto do Lobito e na cidade de Benguela para o interior de Angola até às regiões ricas em minérios na República Democrática do Congo (RDC) e na Zâmbia. O caminho-de-ferro de Benguela, importante no passado, foi destruído durante o conflito e estava inoperacional desde 1975. Com o apoio dos chineses, o caminho-de-ferro foi reconstruído até à fronteira com a RDC. Os minerais ainda não são transportados até ao porto, mas o corredor já está a produzir impacto na vida das comunidades que vivem ao longo da linha férrea, contribuindo para uma transformação social e económica em Angola.