A capital de Angola, Luanda, é uma cidade com fortes desigualdades e contrastes. Embora ofereça oportunidades e riqueza para uns poucos, as pessoas que vivem nos musseques informais estão efectivamente encurraladas na pobreza pelas suas limitadas oportunidades de rendimento e deficiências materiais; fragilização em relação às instituições do estado e à sociedade; e vulnerabilidade perante choques adversos como a perda súbita de emprego, a doença e o crime. Este relatório constitui parte do programa de investigação em curso “Cooperação na Investigação e Desenvolvimento em Angola” entre o Centro de Estudos e Investigação Científica (CEIC) da Universidade Católica de Luanda em Angola, e o Chr. Michelsen Institute (CMI) em Bergen.

See also: